Principais dúvidas dos motoristas em São Paulo

Principais dúvidas dos motoristas em São Paulo

1 – Quais são as novas regras para os aplicativos?

Os motoristas devem ter:

  • Curso de qualificação;
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com autorização para Exercer Atividade Remunerada (EAR);
  • Certidão Estadual de Distribuição Criminal do Estado de São Paulo;
  • Declaração de prestação de serviços no setor somente por operadoras credenciadas pela Prefeitura;
  • Seguro que cubra acidentes de passageiros, além do DPVAT;
  • Obtenção do Cadastro Municipal de Condutores (Conduapp).

Os veículos devem ter:

  • Fabricação máxima de oito anos;
  • Emplacamento na cidade de São Paulo;
  • Inspeção veicular anual;
  • Identificação visível e legível do aplicativo afixada;
  • Obtenção do Certificado de Segurança do Veículo de Aplicativo (CSVAPP).

2 – Qual o motivo de incluir novas regras?

Garantir e melhorar a segurança para os passageiros.


3 – Quando passam a valer as novas regras?

As regras já estão valendo desde 10 de janeiro de 2018.


4 –  Já sou um motorista de aplicativo, porém meu carro tem ano de fabricação de 2010. Sendo assim posso continuar a trabalhar com eu veículo? 

Sim. De acordo com as novas regras da Prefeitura de São Paulo, os motoristas que já estão cadastrados podem ter veículos fabricados a partir de 2010;


5 – Como é o curso de qualificação?

Local: Totalmente à distância (pela internet) será fornecido pelas empresas de aplicativos. A resolução prevê que também será possível fazer o curso em um Centro de Formação de Condutores (CFC | Auto Escolas). Basta apresentar o certificado de conclusão à empresa do aplicativo que está cadastrado. São considerados aptos a ministrar o curso de qualificação de condutores por aplicativos aqueles que já oferecem o CFC para taxistas. São 25 no total.

Método: videoaulas, conteúdo por aplicativos, ou plataforma digital.

Duração: 16 horas.

Conteúdo do curso:  

  • Segurança no transporte dos usuários em geral;
  • Direção defensiva;
  • Respeito à circulação dos veículos de transporte coletivo;
  • Atendimento a gestantes, idosos e pessoas com deficiência;
  • Higiene do veículo;
  • Equipamentos obrigatórios;
  • Mecânica e elétrica automotiva básica;
  • Primeiros socorros;
  • Geolocalização.

6 – Os motoristas que ainda não fizeram o curso podem trabalhar nos aplicativos de transporte?

Sim, porém devem inscrever-se no curso de qualificação da categoria (seja em um CFC ou nas próprias operadoras) para que as operadoras solicitem à Prefeitura um Conduapp provisório – válido por 30 dias e não renovável. Esse Conduapp provisório permite ao motorista prestar o serviço, desde que o veículo possua o CSVAPP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *